srichinmoy-gratitude-hand-heart.jpgpor Adriano

Gratidão, Gratidão, Gratidão ­– esse deveria ser o único propósito de nossas orações. É a qualidade que nos coloca aos pés de Deus. Essa palavra não é somente um conjunto de letras, é uma necessidade do ser humano. De acordo com Sri Chinmoy, o maior poder do ser humano é a gratidão, e ests poder só tende a aumentar conforme o oferecemos a Deus.

No momento em que estivermos orando, se nos entregarmos à vontade de Deus, pedindo apenas para que a vontade Dele seja satisfeita através de nós, certamente encontraremos a verdadeira felicidade. Deus sabe exatamente o que é melhor para nós – Ele conhece nossas necessidades, e portanto tudo aquilo podemos oferecer a Ele é a nossa gratidão.

 

When I saw a gratitude-flower


God gave me a smiling face.


When I felt a gratitude-heart


God gave me a loving embrace.


When I became a gratitude-life


God made me Eternity’s indispensable comrade.

– Sri Chinmoy, My California Redwoods, Agni Press, 1974.

 

Na prática, toda e qualquer ação que fizermos deve ser oferecida a Deus na forma de gratidão. Yoga é uma palavra que significa união com Deus. Portanto, nossas ações devem ser feitas pensando somente em Deus, e cada ação devemos oferecer a Ele na forma de gratidão. Não somente isso, mas também devemos agradecer por tudo aquilo que temos, tal como: saúde, um emprego, estudo, família, etc – e mais: agradecer por tudo aquilo que, por vezes, gostaríamos de ter e pedimos, mas não recebemos. Muitas dessas coisas não nos ajudarão em nossa jornada – são como uma procissão infinita de desejos, que como em uma fogueira, quanto mais os satisfazemos, mais eles crescem. Ao não conceder essas coisas, o Supremo está protegendo a nossa aspiração. Nas palavras de George Bernard Shaw, citado por Sri Chinmoy em seu livro Philosopher-Thinkers:

“There are two tragedies in life. One is not to get your heart’s desire; the other is to get it.”

Quando o nosso ego vem a tona, pensamos que cada sucesso nosso foi devido exclusivamente graças ao nossos esforços. Da mesma forma, quando realizamos uma ação e não obtemos sucesso, ficamos com um sentimento de culpa e nos sentimos miseráveis justamente por acharmos que fomos os responsáveis pelos nossos atos.

Se sentirmos que somos instrumentos de manifestação de Deus, e oferecermos a ele todos os resultados de nossas ações, sejam eles, sucessos ou falhas, e agradecermos a Ele pela oportunidade concedida, certamente seremos infinitamente mais felizes do que somos hoje.

my-own-gratitude-heart-srichinmoy-song.jpg

Páginas recomendadas

Astrologia e meditação Muitas pessoas perguntam sobre a astrologia e meditação – se meditação e os astros estão relacionados. A resposta é que sim, estão relacionados, mas, ...
Livro dos Sonhos Está disponível mais uma tradução dos livros de Sri Chinmoy. O livro "Sonhos" é uma compilação de perguntas e respostas sobre o significado espirit...
O épico Mahabharata! por Patanga Cordeiro O Mahabharata trata-se do maior épico já escrito. Ele é 10 vezes maior que a Ilíada e Odisséia somadas. Para estudantes da ...
Disciplina e Meditação por Adriano Uma das principais qualidades que um buscador espiritual deve aprender no início de sua jornada rumo a realização em Deus é a disci...